Sobre comunidades e ‘comunidades’

[em construção]

O nome do grupo ‘comunidade’ foi mudado para ‘convivências glocais’ por termos pensado em conjunto [1] sobre a inadequação do termo ‘comunidades’ para abranger, e mesmo definir, o que estamos fazendo em nossos ‘grupamentos de interação’.

Mas depois de conversas com Rafael Pires na última segunda feira [2], fiquei com a insistente sensação que seria cedo para desistirmos da palavra ‘comunidade’, mesmo que tenhamos que achar nossa conceitução e definição para os ‘grupamentos de interação’ que acontecem em convivências glocais.

E fui então ‘pensar’ sobre comunidades e convivências glocais através da Wikipedia.

A definição de comunidades na wikipedia em inglês [3], o termo comunidade tem dois significados comutativos distintos, 1) Comunidade pode se referir a uma usualmente pequena, unidade social de qualquer tamanho que compartilha valores comuns, e em biologia, uma comunidade é um grupo de organismos viventes interagentes que compartilham um ambiente biofísico.
Em comunidades humanas, intenção, crenças, recursos, necessidades, riscos e numerosas outras condições podem estar presentes e serem comuns, afetando a identidade dos participantes e seu grau de coesão.
Desde o advento da Internet, o conceito de comunidade tem menos limitações geográficas, pois as pessoas podem agora se se reunir em uma comunidade online e compartilhar interesses comuns independentemente da sua localização física.

Do ponto de vista da ecologia , comunidade [4] – também chamada biocenose – é a totalidade dos organismos vivos que fazem parte do mesmo ecossistema e interagem entre si, corresponde, não apenas à reunião de indivíduos (população) e/ou sua organização social (sociedade) e sim ao nível mais elevado de complexidade de um ecossistema. Uma comunidade pode ter seus limites definidos de acordo com características que signifiquem algo para nós, investigadores humanos. Mas ela também pode ser definida a partir da perspectiva de um determinado organismo da comunidade. Estas comunidades possuem estrutura trófica, fluxo de energia, diversidade de espécies, processos de sucessão, entre outros componentes e propriedades.
Em inglês, uma comunidade seria um conjunto ( an assemblage = uma assembléia?) de populações de diferentes espécies, interagindo umas com as outras. E  ecologia comunitária (ou sinecologia) [Community ecology] é o ramo da ecologia que estuda interações entre e dentre espécies.  Ela considera como cada interação, juntamente com as interações entre espécies e o ambiente abiótico, afetam a estrutura da comunidade e a riqueza (diversidade?) e os padrões de abundância. As espécies interagem em três caminhos: competição, predação e mutualismo.

Competição tipicamente resulta em duplo-negativo – ambas espécies perdem na interação. Predação é uma situação ganha/perde com uma espécie ganhando. Mutualismo, por outro lado, envolve cooperação entre ambas espécies de alguma maneira, com ambas ganhando. [5]

Em um nível mais profundo, o signifiacdo e o valor do conceito de comunidade em ecologia está em debate.
Comunidades tem sido tradicionalmente compreendidas em termos de processos locais que constroem (ou destroem) conjuntos de espécies, como as que são afetadas pelas mudanças climáticas, as comunidades de gramíneas, por exemplo.
Recentemente esta abordagem tem sido critica, com o pesquisador  Robert Ricklefs argumentando que é seria mais útil pensar em comunidades em uma escala regional, com base em taxonomia evolucionária e na biogeografia, onde espécies e cepas podem evoluir ou serem extintas. [6]

Do ponto de vista da sociologia, uma comunidade seria um conjunto de pessoas que se organizam sob o mesmo conjunto de normas, geralmente vivem no mesmo local, sob o mesmo governo ou compartilham do mesmo legado cultural e histórico. Os estudantes que vivem no mesmo dormitório podem formar uma comunidade, assim como as pessoas que vivem no mesmo bairro, aldeia ou cidade. Fichter, 1967 em suas Definições para uso didático2 ressalta que uma palavra que é rodeada de significados múltiplos, requer uma cuidadosa definição técnica, ao que propõe: comunidade é um grupo territorial de indivíduos com relações recíprocas, que servem de meios comuns para lograr fins comuns.
Em inglês [7], German sociologist Ferdinand Tönnies distinguished between two types of human association: Gemeinschaft (usually translated as “community”) and Gesellschaft (“society” or “association”). In his 1887 work, Gemeinschaft und Gesellschaft, Tönnies argued that Gemeinschaft is perceived to be a tighter and more cohesive social entity, due to the presence of a “unity of will.”[2] He added that family and kinship were the perfect expressions of Gemeinschaft, but that other shared characteristics, such as place or belief, could also result in Gemeinschaft. This paradigm of communal networks and shared social understanding has been applied to multiple cultures in many places throughout history.[3] Gesellschaft, on the other hand, is a group in which the individuals who make up that group are motivated to take part in the group purely by self-interest. He also proposed that in the real world, no group was either pure Gemeinschaft or pure Gesellschaft, but, rather, a mixture of the two.

Mas para mim (e para nossas necessidades), comunidades seria seres vivos convivendo como pessoas (pares, peers), com ênfase no commons, mas onde as necessidades do eu, do ele(s) e do ‘nós’ fossem sempre respeitadas.

A definição ‘comunidade é um grupo de pessoas com relações recíprocas, que servem de meios comuns para lograr fins comuns que estão em determinados ambientes abióticos’ me agrada, ainda que o conceito tenha que ser aprofundado, entendido e apreendido.

.

.

[1] (eu, Luiz, Oswaldo, Fernando Baptista, Carla Ferro e outros) em 26 de agosto de 2013.

[2] em 02 de setembro de 2013.

[3] [ The word “community” is derived from the Old French communité which is derived from the Latin communitas (com, “with/together” + munus, “gift”), a broad term for fellowship or organized society. ] http://en.wikipedia.org/wiki/Community

[4] http://pt.wikipedia.org/wiki/Comunidade

[5] http://en.wikipedia.org/wiki/Community

[6] http://en.wikipedia.org/wiki/Community_%28ecology%29

[7] http://pt.wikipedia.org/wiki/Comunidade

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s